Empreendedorismo e espiritualidade: saiba como o Mudra pode auxiliar no cuidado feminino

Com um catálogo vasto de produtos, loja virtual Mudra também oferece apoio para as mulheres durante a pandemia

Os efeitos negativos da pandemia despertaram nos brasileiros um maior interesse sobre a espiritualidade. A procura por esse tema mais que dobrou durante um dos momentos mais críticos enfrentados pela humanidade. Termos como “palavras de fé” e “esperança”, por exemplo, chegaram a ter um aumento de 70%, de acordo com o Google.  Nesse contexto, surgiu a Mudra (@mudramulher), uma loja virtual de cuidados espirituais voltada para o público feminino.

 

Fundada pela mestranda em ciência da educação e estudiosa da neurociência, Carla Mandolesi, 41, a Mudra é um dos negócios que nasceram durante as adversidades da COVID-19. Mãe de uma criança autista, Carla é fundadora da Organização Mãe Azul (OMA), que tem como objetivo criar uma rede de apoio para os familiares e esclarecer dúvidas sobre o autismo. Através da OMA, conheceu várias mães desamparadas pelos maridos e criou um projeto para ajudar na autoestima dessas mulheres, que logo após se tornou a Mudra.

 

“Eu descobri que ao ajudar essas mulheres eu tinha iniciado um processo de auto-resgate. Acabei conhecendo sobre o poder dos cristais e passei a inseri-los na minha rotina. Então pensei em criar uma loja onde eu possa vender esses produtos que estavam me fazendo bem e acolher as mulheres, que passou a sofrer mais durante a pandemia com o aumento de casos de violência e feminicídio. A Mudra significa gestos, no nosso trabalho é um gesto de amor. Além dos produtos vendidos que elevam a autoestima e dão conforto a essas mulheres, oferecemos apoio. Teremos lives no nosso Instagram onde essas mulheres terão acesso a yoga e meditação, e que elas possam, mesmo sem dinheiro, ter um maior entendimento sobre esse universo, que no momento de pandemia tem ajudado muito no meu equilíbrio e no de outras pessoas”, disse Carla.

 

A empreendedora acredita no poder de atração e energia das suas peças, que variam entre roupas, escapulários de prata, pedras semipreciosas e cristais. Apesar do apelo espiritual, Carla explica que os produtos não têm vínculo religioso: “As pessoas têm o hábito de confundir espiritismo com espiritualidade, e a Mudra não tem relação direta com qualquer religião. Temos relação com a essência, com se reconectar consigo mesmo, o bem-estar físico e emocional. Nós cremos que é possível canalizar força das pedras e cristais para ajudar em um tratamento terapêutico, por exemplo”, disse.

 

O catálogo de produtos da loja virtual Mudra está disponível pelo Instagram @mudramulher ou pelo número 71  9 9297-7361.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Sobre Shah Moises 1988 Artigos
Cineasta, editor, e produtor cultural.
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments