Guedez lança single “Caminhando Pela City” nas plataformas digitais

A canção autoral marca a estreia como cantor do movimento pagotrap

Com letra forte, que valoriza a sua raiz, e ritmo envolvente, Guedez lança a música autoral “Caminhando Pela City”, nesta segunda (14.2), em todas plataformas digitais. A música nasceu de um desejo antigo do artista, que sempre quis escrever sobre Salvador e, em especial, a cidade baixa, onde cresceu e vive. Além de ressaltar o movimento cultural preto produzido na Bahia. Ouça:https://linktr.ee/guedez

 

“Agosto de 2019 viajei para São Paulo a trabalho, e cheio de saudade de casa, olhando para o céu cinza de lá, sentindo falta do mar, compus. A letra veio de forma rápida, e por incrível que pareça, o refrão veio por último. Fiz o beat instrumental e resolvi buscar o produtor Beatmaker parceiro para apurar o som. Aí entrou o Salamanka, que identificou o som como pagodrill, termo que antecedeu do pagotrap. Caminhando pela City tem milhares de elementos e tá cheia de representatividade”. Disse Guedez

 

Apesar de “Caminhando pela City” ser seu primeiro trabalho nos vocais no pagotrap, Guedez conta com nove músicas lançadas, somando juntas mais de 100 mil execuções nas plataformas, sendo a mais recente “Quando a Saudade Bate”, em parceria com YPAZ. Ouça: https://deezer.page.link/4dcwZ1u1b9xSZFG38

Música – Caminhando Pela City

Composição: Guedez

Produção Musical: Salamanka e Guedez

Percussão: Tainã Troccoli

CAMINHANDO PELA CITY

Olha essa ginga do preto

Semba é África, é gueto

Samba que pulsa no peito

Trap que marca meu jeito

Te vi na esquina visando

Meu Nike Air Force voando

É os preto que tá no comando

É os preto que tá no comando

Referência ta lá, Ziminino

Bahia, trap nordestino

Voando nos cantos, nos ritmos

Sempre carregando meu hino

Mano, eu já te falei

Baiano não fala “meu rei”

Onde 1 come 3

E 7 meninos também

Cultura monopolizada

Só roda com a agulha na bala

Mas o pai não vê bicho com nada

Pai não vê bicho com nada

Graças a minha caminhada

Sempre me esquivando da vala

Eles querem copiar

E fazer da nossa história piada

Vim caminhando pela city

Com vários hits

No pelô, ali

Maitá, várias pics

Caminhando pela city

Com vários hits

No pelô, ali

Maitá, várias pics

Por essa você não esperava

O 6 por 8 quebrando a levada

Fazendo seu corpo se mexer sozinho

E mostrando a essência da nossa cidade

Cria da cidade baixa

Mas com todo respeito a SP

Céu azul igual ao da Bahia

Desculpa, vocês não vão ter

Chega me embolei nessa track

Essas coisas acontecem

Quando toca o sangue ferve

É som da Bahia com trap, muleque

Sente o kick do chefe

No front ela desce

Gruda que nem chiclete

Quando toca o Guedez

Vim caminhando pela city

Com vários hits

No Pelô, ali

Humaitá, várias pics

Caminhando pela city

Com vários hits

No pelô, ali

Humaitá, várias pics

É o som da Bahia com trap, moleque

É o som da Bahia

(3x)

Eu sou da Bahia!

Fotos: Rafael Rodrigues (show)

Foto: Canal In / divulgação

SOBRE GUEDEZ

Tauã Guedes: O GUEDEZ, é cantor, compositor, Beatmaker, produtor musical e, ainda atua como guitarrista da banda Motumbá desde 2016, começou a ter contato com a música muito cedo por conta da família de músicos e produtores culturais. Ainda na infância, aprendeu a tocar violão e atabaque. Na adolescência montou sua primeira banda profissional, a NoBad, que teve uma trajetória relâmpago (2014-2018), mas que conseguiu feitos importantes, como abertura do show do Paralamas do Sucesso na Concha Acústica.

Técnico em produção musical e mixagem e masterização, Guedez aproveitou da sua formação e bagagem para mergulhar no universo da música tecnológica, sendo introduzido ao trap e trabalhando em beats produções e composições para outros as artistas, se aproximando cada vez mais do pagotrap mas sem perder as suas referências.

“Sempre tive uma percussão muito forte. Quando toco violão e guitarra eu consigo levar pro instrumento de corda o groove que eu imprimia quando tocava atabaque. Pra mim foi muito importante ter contato com a música percussiva porque o que eu faço hoje tem total influência dela, essa fusão criou minha identidade como artista”, disse Guedez.

Apesar de “Caminhando pela City” ser seu primeiro trabalho nos vocais no pagotrap, Guedez conta com nove músicas lançadas, somando juntas mais de 100 mil execuções nas plataformas, sendo a mais recente “Quando a Saudade Bate”, em parceria com YPAZ.

“Inicialmente apresentava minha musicalidade construindo arranjos em cima de canções famosas. Uma releitura que fiz e trouxe muita repercussão foi da música Azul, de Djavan, que fiz uma versão em trap e acabou repercutindo de forma absurda e me fez ser reconhecido no mercado” lembrou Guedez.

Atrelado aos seus projetos como artista, Guedez é o idealizador e foi atração principal da primeira edição do SOTEROPAGOTRAP, evento que aconteceu no dia 5 de fevereiro de 2022, no Largo Quincas Berro D’água, Pelourinho, com objetivo de reunir nomes da cena do trap baiano e fomentar a cultura e empreendedorismo em um único espaço. O evento foi uma realização da Mafuá Produções e Governo da Bahia através da Bahiatursa.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Sobre Shah Moises 1988 Artigos
Cineasta, editor, e produtor cultural.
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments