Lições por Negra Luz

Lições

E ele deu a ordem.
Baixou a portaria.
Balançou a bandeira
Tudo começou.
O projeto se executando
E nós nos questionando:
Quando tudo começou?
Quem inventou ou planejou?
Fui voltando ao passado.
Lembrei-me:
Nem dou bom dia ao vizinho ao lado,
Amanheço mal humorado,
O sol me incomoda
(Viva ao ar condicionado!)
Ahh! E daquele abraço apertado
Quantas vezes se afastou?
Tinha praças, parques, praias, rios e lagos
O mar estava a alguns passos,
Mas poluiu… degradou
Háaaa! E ir ao mercado: “Um saco!”
Feira, então, um castigo… coisa de escravo.
Recorria ao delivery
A um ignorado empregado…
O cartão: era um cajado.
Nunca com o SUS havia me importado,
O seu plano garante até quarto.
A internet, seu grande cenário
Ali tinha tudo: amigos, felicidade, paixões e amor!
Mantinha-se em uma cápsula
Já estavas confinado
E, agora, por que incomodado?
Parte do seu plano que vingou!
Duro saber, que é por um vírus: Sei.
Que muitas vidas têm ceifado,
Mas ao revés vem o recado
Aproveite… Estás obrigatoriamente confinado!
Reveja o caminho trilhado,
Entenda aonde nos levou.
Quando tudo for passado,
Espero estar ao seu lado,
Receber um bom dia!
Quiçá um abraço!
Não sermos invisíveis,
Mesmo estando ao lado.
Encarar como aprendizado
As lições que o vírus nos deixou.

Negra Luz

Claudia F.S.Almeida /Poetisa é advogada, Bacharel e ciências contábeis, Estudou Mest. Dir, Governança e Pol. Publicas na instituição de ensino Unifacs Universidade Salvador

0 0 votes
Avaliação do artigo
Sobre Shah Moises 1988 Artigos
Cineasta, editor, e produtor cultural.
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments